Fone: (48) 3437.5115
EXAMES DE ROTINA
Procure selecionando a primeira letra do nome do exame.

Parasitológico

 Exame parasitológico de fezes é o mais utilizado para o diagnóstico de infestação por helmintos e protozoários em suas formas evolutivas.

Parasitológico (MIF)

Exame parasitológico de fezes é o mais utilizado para o diagnóstico de infestação por helmintos e protozoários em suas formas evolutivas. Esse exame consiste em coletar três amostras.

Parcial de Urina

O exame de urina é usado como método diagnóstico complementar. É um exame não invasivo de grande importância para avaliar a função renal e problemas no aparelho urinário.

Pesquisa de Sangue Oculto

Exame que auxília no diagnóstico de lesões da mucosa gastrointestinal. Causas mais freqüentes de sangramento das porções baixas do trato digestivo: colite, carcinoma de cólon, diverticulite. Causas de sangramento gastrointestinal superior: gastrite, câncer gástrico, úlcera péptica, varizes esofagianas. 

Plaquetas, Contagem de

Exame útil no diagnóstico de plaquetopenia e hiperplaquetemia. Indicado na avaliação da hemostasia, monitoramento do tratamento quimioterápico de leucemias e púrpuras.

Potássio Urinário

O teste é útil na avaliação do balanço hidroeletrolítico e acidobásico. Sua maior aplicação reside no diagnóstico diferencial das hipocalemias, no sentido de separar as de causa renal daquelas de origem não-renal.

Potencial Hidrogeniônico (pH) em Fezes

O teste é útil no diagnóstico das diarréias por deficiência de dissacaridases, situação em que o açúcar não absorvido (lactose, sacarose), sob ação bacteriana, se transforma em ácido láctico, reduzindo o pH fecal.

 

Proteína C Reativa (PCR)

Proteína produzida no fígado, cuja concentração sanguínea se eleva radicalmente quando há um processo inflamatório em curso, como infecções, neoplasias, doenças reumáticas ou traumatismos.

Proteínas Totais e Frações

Avaliação das hipoproteinemias e hiperproteinemias.

Prova do Laço

A Prova do Laço deve ser realizada na triagem, obrigatoriamente, em todo paciente com suspeita de dengue e que não apresente sangramento espontâneo. É de vital importância, pois pode ser a única manifestação hemorrágica de casos complicados ou febre hemorrágica, podendo representar a presença de plaquetopenia ou de fragilidade capilar. Deve-se salientar que essa prova não confirma nem exclui diagnóstico da dengue.

© 2016 - Laboratório Dal Pont - Todos os direitos reservados.

Fone: (48) 3437.5115

Rua Santo Antônio, nº 29 - Centro
Criciúma - SC / Cep: 88801440

>